Nascido por uma questão de necessidade ;)

Doce-ou-Travessura encravou nos comentários, até ele se recompôr e em vez de utilizar a cozinha, vou andando por aqui e, depois, logo se vê :)

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Começando pelas Abstenções... quase me apetece chamar-lhe... um PortugalGate

Falam que somos 10 milhões e meio e que estão 9 milhões e meio inscritos nos cadernos eleitorais, ora em 2009 já ouvi, por quem sabe, que seríamos, apenas, 6milhões e meio.
Na revista Visão, um artigo, recente, afirmava que seria a direita a beneficiar com estes "fantasmas".
Uma coisa é certa, as Juntas de Freguesia nunca estão muito inclinadas a limpezas nos cadernos eleitorais, pois elas recebem as verbas baseadas no número de inscritos e, com o último papão de um extermínio previsto para as mais pequenas ou a serem englobadas por outras... qualquer fantasminha dá um jeitão ;) Este assunto já se arrasta há mais de dois anos e parece que ninguém está com vontade de contar e tirar a prova dos 9. Aliás, somos o país em que mais milhão menos milhão, tanto dá como deu... um permanente não aquece nem arrefece. Parece uma insignificância mas na verdade, no final das contas... estão-nos a enfiar mais um barretinho.

Para além destes cadernos engatados (qualquer dia estão lá mais mortos do que vivos ;)) "em Agosto de 2010, o politólogo José Bourdain, divulgou um estudo da sua autoria onde alertava, entre outros aspectos, para a crescente “desproporcionalidade” do sistema eleitoral de representação proporcional (SERP) vigente em Portugal. Além da falta de representação, o autor alertava para um elevado número de “votos desperdiçados”, exemplificando com os vários distritos onde os três menores Partidos do Parlamento não conseguiram eleger deputados nas eleições legislativas, apesar de terem alcançado votações acima dos dez por cento. Este sistema origina, de resto, resultados discutíveis."

Se depois do Census de 2011, e apesar de todos nós, termos tantos números, incluindo o NIF, obrigatório até para os bebés poderem entrarem no IRS dos pais... de uma vez por todas, devia ser mais do que suficiente para se saber, ao certo, quantos somos, e depois... olhar mais a sério para a contabilidade dos tais votos desperdiçados...

Quanto à vitória do PSD, com muitas culpas para o PS que não soube livrar-se a tempo de Sócrates e de muitos asquerosos que o rodeavam... não há dúvida que cada povo tem os políticos que merece, e, desta vez, vou repetir aquilo que já aqui disse... vai ser o baldinho de cal por cima do cadáver, e muito antes dos 4 aninhos acabarem, muitos portugueses, deitando pelinhos de coelho pelo nariz e pelas orelhas ;) vão-se arrepender amargamente, porque, não só a educação e a saúde vão ser desmanteladas, bocadinho a bocadinho, como vão perder muitas coisas que tinham como garantidas, não esquecendo as privatizações que vão dar mais uns milhões a uns quantos "glutões", por terem optado por um programa que Relvas intitula de "robusto" mas que será, sem dúvida, bem pior do que o da própria troika... e, o pior, é que, neste caso, vai ser impossível voltar atrás e poder ser reconstruído.
Uma coisa é certa, quem escolheu, não venha depois fazer o papel de Madalena arrependida e nem se poderá queixar, mas, pelo menos, terá mais um mote para cantar... um fado do desgraçadinho, um daqueles bem tristes... de fazer chorar as pedras da calçada ;)

20 comentários:

  1. Eu, no meu caso, tenho a consciência tranquila. E tu sabes melhor que ninguém. :D

    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. L.O.L.

    Eu sei?... eu só sei que cada vez sei menos... excepto aquilo que vejo com estes olhos que a terra há-de papar lol ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Ai Isa. Não sejas assim tão dramática. Já bem basta o nosso triste povo. Afinal de contas estes resultados foram construídos pelas nossas maravilhosas sondagens. A TVI venceu o concurso de adivinhos. Sabias????

    ResponderEliminar
  4. L.O.L.

    Não sabia que tinha havido concurso lol

    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Claro que não houve concurso. Mas dir-te-ei que as Sondagens pré-eleitorais não deveriam ser permitidas. Influenciam, e de que maneira, as pessoas sem ideias próprias. E vês sempre uma dessas pessoas em cada esquina. :((

    ResponderEliminar
  6. L.O.L.

    As Campanhas serão mesmo para isso, caçar quem não tenha ideias próprias... ficamos entregues à sorte e ao azar... uma roleta russa... e desta vez... saíu bala ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  7. Isa
    Só duas coisas me surpreenderam.
    O tamanho do trambolhão do PS e do BE.
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. folha seca

    Mas neste país... nada é impossível... até a aguinha vai ser privatizada... escolher um programa destes... ainda surpreende mais... qualquer dia... nem tenho tempo de fechar a boca... num permanente e eterno... espanto ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  9. Acho que os que se abstiveram votaram no partido certo... :)

    ResponderEliminar
  10. Isa:
    Nem sei que comentar, aliás isto está de tal maneira que parece que vivemos no país da Alice.
    Uns estão de um lado e a maioria ( será?) do outro lado do espelho.
    Estamos sem futuro, é o deixa andar :(

    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Daniel Antunes

    O Partido certo depende da perspectiva de cada um, e da sua colocação na sociedade (que virou cadeia alimentar ;)) e como eu vejo um fosso cada vez maior entre os que cada vez querem mais para esbanjar e os que lutam todos os dias para pôr um prato de comida na mesa... apesar de não estar em extremo nenhum... tenho uma consciência marreta e teimosa que nunca me permitiria votar neste tipo de direita que ainda tem a ousadia de dizer (ainda antes de ganhar as eleições) que vai fazer mais do que o exigido pela troika... ora quem vai sofrer as consequências de novos aumentos, especialmente do IVA... será quem?
    Mas fico surpreendida pela tua posição... quem se preocupa tanto com os animais... e não vê o mesmo que eu... na escola do meu garoto existem miúdos com dificuldades que nunca deveriam ter... depois ficam todos admirados que tenham capacidade para estudar ou que crescem como delinquentes e isto é só um exemplo.
    Quando no supermercado vejo velhotas que não sabem mesmo o que hão-de comprar... não é por estarem gágás... simplesmente o dinheiro mal dá para comerem todos os dias... estamos numa sociedade cada vez mais animalesca, a lei do mais forte... que até me dá vontade de chorar.., e muitas vezes choro... de raiva

    Bjos

    ResponderEliminar
  12. Fê-blue bird

    Só sei que este Mundo está a ficar de pernas para o ar... afinal, seremos um animal social ou sociopata?

    Bjos

    ResponderEliminar
  13. Isa GT,

    Concordo perfeitamente. Como ando bastante pessimista não vejo grande solução para o país. O país não produz, e, ou vive de empréstimos, e a torneira está a fechar, ou desliza para a sua condição de miséria, que é o que está a acontecer.

    Decidi defender uma causa, e alguém tem que o fazer, e votei no PAN. Os animais também merecem.

    ResponderEliminar
  14. Daniel Antunes

    O pessimismo temos em comum e eu voto por exclusão de partes... se calhar o meu Partido Perfeito teria bocadinhos de vários, incluindo o do PAN... a questão que mais me preocupava e que acabou por acontecer foi esta viragem à direita e, destes, até a natureza não tem muito a esperar porque até os sobreiros que são uma espécie protegida, podem ser abatidos em nome dos interesses de um glutão poderoso... se é que me entendes.
    Portanto, na minha consciência, votei do teu lado, mas num partido que, de momento, estivesse mais perto de fazer a diferença e onde todos os votos fazem falta.
    Aliás, o truque mais velho do mundo para reinar é dividir. Na minha opinião (que neste tipo de sociedade, vale tanto como um zero à esquerda, numa altura tão... perigosa... os pequenos partidos ajudam mais a dividir do que a unir. Porque de uma coisa tenho a certeza, só da união nasce a força...
    ...esta até me pareceu saída da Guerra das Estrelas lol (no mínimo temos, a todo o custo, manter o humor)

    Bjos

    ResponderEliminar
  15. Trust the force, Luke. Acho que sim. Mas acho que nenhum partido de esquerda saberia o que fazer ao país no estado em que está e os partidos de direita, incluindo o PS, estão lá para "safar" os amigos. É pena não haver verdadeiras alternativas, por exemplo, um partido inovador que fizesse algo taõ insólito como representar as pessoas. Penso que o PAN iria representar os animais e para mim isso já é um principio.

    ResponderEliminar
  16. Daniel Antunes

    Não há verdadeiras alternativas, mas neste momento só podemos equilibrar as forças, e desta vez o prato da balança desequilibrou.
    O papel dos Partidos de esquerda é muito importante, têm que lá estar, senão é o desvario completo do poder económico... alguém que lhes dê um pontapé nas canelas quando estiverem a abusar.
    Muito francamente eu não me importo que estejam lá todos, mas que nenhum fique com o queijo e a faca na mão... senão abusa... e dois é a mesma coisa... dividem o queijo ao meio e nós ficamos com as cascas ;)
    Quando vejo que alguém vai ter a maioria, voto no oposto... eles só têm que velar pelo que for bom para o povo que os elege... não para eles próprios, familiares, amigos, Lobbies,... até terá de ser acima de qualquer ideologia... mas como são teimosos e se esquecem do que estão lá a fazer... só lucramos quando andam às turras... têm que aprender a negociar e a chegar a consensos.

    Bjos

    ResponderEliminar
  17. Vejo a questão assim: ou os partidos de esquerda a governar e Portugal saia do Euro, deixava de viver de empréstimos e o nível de vida caia a pique, ou então os partidos da Troika que vão acabando com todos os privilégios sociais, encaminhando o país para a miséria. Não vejo solução para este país. Basta olhar para África, também não há solução lá.

    ResponderEliminar
  18. Daniel Antunes

    Agora não resisto a dizer uma velha máxima... há solução para tudo, menos para a morte... e acredito mesmo nisto.
    Claro que não seria fácil até porque há muita gente a querer que tudo se mantenha como está... mas nunca digas impossível... o mais interessante é que a maioria das pessoas opta pelo que conhece... tem medo de arriscar e sair da chamada zona de conforto... mesmo que esteja a sofrer mais e durante mais tempo do que com qualquer mudança.

    Muita coisa depende apenas da vontade... neste caso teria de ser de muitos.

    Bjos

    ResponderEliminar
  19. Oxalá seja verdade que há solução para tudo. Espero estar errado...

    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Daniel Antunes

    Um dia isto vai mudar... nem que seja... quando se esgotarem os recursos naturais, especialmente o crude... vai ser uma mudança radical ;)

    Bjos

    ResponderEliminar